sábado, 25 de outubro de 2008

Medo

Tenho medo de tudo o que é novo, pois nunca foi por mim experimentado. Mas se eu não experimentar, como poderei saber que é uma coisa boa? Portanto a vida tem sido um conjunto de realizações, tenho enfrentado medos, e vencido barreiras. Confesso que por esse mesmo motivo ela tem se mostrado um tanto interessante.
Tenho medo da completa solidão, pois é muito, muito triste. Mas não falo de solidão apenas, falo de estar em meio a uma multidão e sentir-se só. Multidões me afligem. Se cada indivíduo possui muitas vontades e muitos gostos, e uma multidão é formada por vários indivíduos, não se pode saber o que acontecerá no meio de uma. Às vezes ficar só para refletir é bom, mas não é bom sentir-se só sem querer.
Tenho medo de amores avassaladores, pois sabemos o fim deles, em sua maioria. Mas fazem parte das fases da vida, por mais que seja doloroso imaginar uma separação, uma decepção... talvez por isso hoje, muitas pessoas prefiram acabar com um relacionamento antes que vire algo sério. Pessoas não gostam de ser rejeitadas, e para não correr esse risco, rejeitam.
Tenho medo de muitas coisas, mas medo mesmo eu tinha era de sentir medo. As pessoas ainda têm medo de sentir medo. Contraditório, eu sei, mas é lógico, se não querem sentir medo, vão evitar situações de medo. Eu posso dizer que hoje esse medo de sentir medo não faz mais parte de mim, depois que descobri que ultrapassar esses medos me faz uma pessoa mais feliz e mais leve. Sentir medo é bom, e enfrentá-los é melhor ainda.
Laíse Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi :) Fico feliz em ter você aqui. Eu adooro comentários! Pode escrever o que achou, vai me ajudar bastante! Obrigada, beijos.